Acidentes com Ônibus Imprimir E-mail

Pesquisa do Instituto do Sono da Universidade Federal de São Paulo atesta que:

  • 15% dos desastres nas estradas brasileiras têm causa o cochilo;
  • 60% dos motoristas de ônibus mostravam sonolência em serviço;
  • 16% dos motoristas costumavam cochilar em média oito vezes enquanto dirigiam;
  • 43% dos motoristas de ônibus interestaduais sofrem de sonolência excessiva.

A SPVIAS realizou um estudo em 2005 sobre acidentes com ônibus e concluiu que:

  • 43% dos acidentes ocorrem durante as 0h00 até 7h00;
  • 32% dos acidentes ocorrem durante as 8h00 até 18h00;
  • 24,5% dos acidentes ocorrem durante as 18h00 até 23h00.

Segundo o DENATRAN, a maioria dos acidentes só acontece por falha humana. Só em 2006 75% foram falhas humanas, 12% falhas mecânicas, 7% por causas diversas e 6% por deficiência na via.

Pelas estatísticas, na cidade de São Paulo, em 2006, foram 53 ônibus envolvidos em acidentes com 10 vítimas fatais. Na malha viária estadual foram 54 acidentes envolvendo ônibus com 02 vítimas fatais.

Geralmente acidentes graves com ônibus podem ocasionar várias mortes, com várias pessoas feridas. Uma catástrofe! Algumas destas pessoas podem ficar com seqüelas físicas ou emocionais para o resto de suas vidas.

Mais uma catástrofe ocorreu na Br 282, em Descanso, oeste de Santa Catarina, morreram 27 pessoas e outras 88 ficaram feridas dia 10 outubro de 2007. Em número de baixas, trata-se da segunda maior tragédia rodoviária do sul do Brasil. A mais letal, em janeiro de 2000, matou 41 pessoas, entre as quais 39 turistas argentinos, no vale do Itajaí.

EMPRESA DE ÔNIBUS INDENIZA USUÁRIO

A 2ª Câmara de Direito Civil do TJ confirmou sentença da Comarca do Fórum Distrital do Estreito, em Florianópolis, que condenou a Empresa Auto Viação Paulo Lopes Ltda. ao pagamente de indenização a danos morais e estéticos, mais pensão mensal vitalícia, a Waldete Rosa Prazeres, que sofreu graves lesões em acidente com ônibus da empresa, ocorridas em 1989, em viagem de turismo para São Paulo. O motorista colidiu com um caminhão de carga, próximo a cidade de Registro.

O desembargador Monteiro da Rocha, relator da apelação, concluiu que a empresa é responsável pela incolumidade física dos passageiros que transportava. Por isto, deve responder pelos prejuízos causados durante o transporte. (Apelação civil n. 2004021325-5 / publicação 06/06/2006).

Valorize a vida, não morra atrás de um volante. Sempre-alerta.

 

Sempre Alerta

O Sempre-Alerta foi desenhado para alertar motoristas durante lapsos momentâneos causados pela sonolência e cansaço. Quando o motorista pende sua cabeça para abaixo de um ângulo pré-determinado, o Sempre-Alerta emite um sinal de alarme alertando o motorista a adotar uma media corretiva, fazer uma pausa e até tirar um cochilo.

Automóveis

Automóveis

Caminhões

Caminhões

Ônibus

Sempre-Alerta

Sempre Alerta

Seja um representante

Mais vídeos

Sono e Acidentes

Velocidade

Veja a real sensação de uma batida